Linhas de Pesquisa

Epistemologia e Filosofia da Linguagem

DESCRIÇÃO: Nesta linha de pesquisa, o tratamento de questões epistemológicas em muito se caracteriza pela “virada lingüística” (ou seja, por sua inflexão pela filosofia da linguagem de natureza lógico-analítica e pela introdução de recursos oriundos da lógica contemporânea), mas não se subordina ou restringe a ela, uma vez que o trabalho da linha deve também comportar a reflexão sobre a própria literatura epistemológica contemporânea, além de conduzir-nos tanto às questões fundamentais da teoria do conhecimento, tal como ocorrem na elaboração filosófica clássica, quanto às próprias teses da história da ciência. Com isso, poderá refletir sobre práticas efetivas de pesquisa científica (em especial, as desenvolvidas em programas de pós-graduação da UFBA), interrogando-as em seus fundamentos.

EMENTA: A ementa da linha apresenta três campos temáticos. (i) Teoria do conhecimento e crítica das ciências na filosofia contemporânea: investigação de aspectos teóricos e históricos do conceito filosófico de ciência; as grandes linhas temáticas da crítica contemporânea da ciência; os liames entre o conceito filosófico de ciência e as teses da história da ciência. (ii) Conhecimento e Linguagem: as grandes linhas da investigação sobre sistemas de significação na fortuna filosófica contemporânea; linguagem, referência e verdade; significação e inferência; a virada lingüística da teoria do conhecimento. (iii) Perspectivas históricas e teóricas da interrogação filosófica à linguagem: os marcos teóricos do logicismo, do empirismo lógico e da filosofia analítica; semiótica e filosofia da linguagem no pragmatismo.

Filosofia e Teoria Social

DESCRIÇÃO: A linha de pesquisa em filosofia e teoria social pretende tratar dos temas contemporâneos da filosofia política, abarcando também questões da teoria social, da ética, da filosofia e da cultura, mediante o recurso à tradição, dado que, no século XX, temos um renascimento de temas como a origem e fundação do estado, o bom governo, a propriedade. Desse modo, mantém um intenso diálogo com as ciências humanas, guardando todavia a autonomia e a especificidade próprias do discurso filosófico.

EMENTA: São tópicos privilegiados: (i) demarcação e análise dos problemas da filosofia política e teoria social contemporâneas, procurando refazer e aprofundar o diálogo com os clássicos ou com outros campos de saber (em particular, com as ciências humanas); (ii) estatuto do discurso filosófico: a distinção entre teoria e crítica; (iii) posição da filosofia política e da reflexão filosófica sobre teorias do social, frente ao esgotamento dos grandes sistemas e à crise da racionalidade.

Problemas de Fenomenologia e Hermenêutica

DESCRIÇÃO: Esta linha de pesquisa situa-se no campo da fenomenologia e da hermenêutica, perspectivas filosóficas cujas questões fundamentais se relacionam com a descrição dos fenômenos e com a natureza do significado e da compreensão. O seu objetivo é realizar estudos no âmbito da hermenêutica fenomenológica e a sua interseção com as ciências humanas cabendo-lhe também os temas próprios da sensibilidade, da recepção e da estética.

EMENTA: A linha de pesquisa acolhe investigações históricas ou sistemáticas acerca i) da gênese da fenomenologia e da hermenêutica, ii) da transformação da fenomenologia stricto sensu em fenomenologia hermenêutica, discutindo temas tais como redução eidética, analítica existencial, círculo hermenêutico, corpo, técnica, sensibilidade, cultura; e iii) dos desdobramentos da hermenêutica filosófica e fenomenológica na filosofia contemporânea e em áreas afins, como a psicologia, a educação, as ciências sociais e a teoria da comunicação.